A quarentena e o isolamento social fizeram com que muitos hábitos fossem alterados. Em meu caso, passei a usar um segundo navegador (Microsoft Edge, que recomendo) e também a dar aulas usando o MS Teams.

O Teams é muito bom. Você pode fazer muitas coisas durante uma conferência. Funciona muito bem em diferentes plataformas e é bastante robusto. No Windows, compartilhar o áudio do sistema é bastante simples, basta clicar em um checkbox.

Já para quem usa Mac, a coisa é diferente. Para os usuários desta plataforma, não há jeito simples de compartilhar o áudio do sistema. Embora existam planos para tanto, a comunidade (como nós) está em busca desta funcionalidade.

Enquanto a funcionalidade não vem, é necessário criar um dispositivo virtual de áudio. Ou seja: vamos juntar diferentes fontes de áudio via software e falar para o Teams que este dispositivo virtual é o nosso microfone.

Há pelo menos três soluções nesse caminho.

1 Blackhole – A primeira não funcionou pra mim. Pode ser que funcione para vocês. Chama-se Blackhole. É um software gratuito. Este rapaz fez um tutorial bacana. Eu segui o passo-a-passo, mas não consegui fazer funcionar a contento. Quem quiser, pode seguir os passos dele.

2 Sound Siphon – A segunda não é grátis. Chama-se Sound Siphon. É a que eu uso. Ele pode ser baixado daqui a custa 49 dólares. Há a possibilidade de uma versão educacional por 29. Já pedi este desconto e vou comprar. Eles ainda não me enviaram o cupom. Enquanto isso, dá para usar por 14 dias no modo de experiência. Funciona bem.

Na imagem acima mostro como eu fiz o meu setup. É bem simples. Eu criei um dispositivo virtual chamado “Mic+Sistema”. Nele coloquei todas as fontes de áudio do sistema e também o microfone que uso. Pronto. Aí no Teams, eu falo que este dispositivo é o meu microfone.

3 Loopback – A terceira é a mais fácil e intuitiva. Porém, é a mais cara. Chama-se Loopback. O funcionamento é semelhante aos demais, mas mais fácil de usar. Custa mais caro também. Perto de cem dólares. Neste vídeo vocês podem ver como fazer o app funcionar.

Espero ter ajudado. Acho que para cada necessidade e tempo de fazer funcionar há uma resposta adequada. Eu gostei do Siphon. Achei que foi bem interessante. Talvez valha para vocês.